quarta-feira, julho 06, 2005

Água fresca

Tenho uma estória para vos contar de uma jovem com 24 ( ou serã0 26?) anos. Começa o dia a dar explicações de inglês e de mais não sei quantas coisas. Chega a horas para fazer o seu "trabalho" de devoção. Entusiasma a "populaça", com a sua alegria a vontade de viver. Nos intervalos, vai atendendo uns telefonemas e resolve problemas familiares. Ralha, quando perecebe que a companhia de seguros a está a enganar com as questões da morte do pai em acidente de trabalho e pemanece uma verdadeira Lady Di na hora de falar com uma vedeta de TV, da ciência ou tecnologia.
A estória fica para depois.
Boa noite. Sonhos de luta , um acordar ligeiro e água fresca!

2 comentários:

Marisa disse...

A jovem (agora 27) mantem os sonhos de luta, apesar de um dos maiores ter sucumbido às maldades e mediocridades menos dignas de tanta devoção. Valeu a pena, sim... ainda que o desfecho tenha ficado tão longe do desejado. Ainda bem que a jovem continua optimista e católica:)

Marisa disse...

A jovem (agora 27) mantem os sonhos de luta, apesar de um dos maiores ter sucumbido às maldades e mediocridades menos dignas de tanta devoção. Valeu a pena, sim... ainda que o desfecho tenha ficado tão longe do desejado. Ainda bem que a jovem continua optimista e católica:)